You need Adobe Flash Playerplugin in order to correct visualize this content.
Serviçso Úteis
Actividade (ex: hotel, rent-a-car, restaurante):

Ilha:


Clique no mapa para aumentar

Clique no mapa para aumentar

COMO CHEGAR À ILHA DE SÃO MIGUEL
A forma mais usual para chegar a São Miguel, é por via aérea. Há ligaçőes diárias de e para Lisboa, sendo a duração de viagem de aproximadamente 2 horas. Há ligaçőes com Boston (EUA) e Toronto no Canadá. Diariamente, a Sata-Air Açores efectua ligaçőes com todas as ilhas.
Nos meses de Maio a Outubro, pode também utilizar o transporte marítimo de passageiros inter-ilhas.

SITUAÇÃO GEOGRÁFICA
A São Miguel, foi dado o nome de Ilha Verde. É a maior ilha do Arquipélago, situada a 25ş 30ş W e 37ş 50 N. Conjuntamente com Santa Maria, formam o Grupo Oriental do Arquipélago dos Açores. A sua superfície é de 759,41 Km2, o comprimento é de 65Km e a largura de 14 Km.

DESCOBERTA E POVOAMENTO
Em meados do século XIV já existiam cartas geográficas que indicavam a sua existęncia. No entanto, supőe-se que tenha sido descoberta entre 1426 e 1439. Sabe-se, que em 1439 teve início o seu povoamento, efectuado por portugueses oriundos da Estremadura, Algarve, Alto Alentejo e alguns estrangeiros principalmente oriundos de França.




TRANSPORTES
Para se deslocar na ilha de São Miguel, pode optar por alugar um automóvel, utilizar táxi ou autocarros que ligam as diversas localidades.

LOCAIS DE VISITA OBRIGATÓRIA

• Sete Cidades, com as suas duas lagoas (a azul e a verde) no interior de uma caldeira com 12 Km de perímetro.

• O Pico do Carvão, com vista para o centro da ilha e mar, tendo nas suas redondezas diversas lagoas das quais destacamos pela sua dimensão a do Canário, a Rasa e a do Carvão.

• O Miradouro do Escalvado, situado na Ponta do Escalvado com vista para a freguesia de Mosteiros e onde pode observar um magnífico por do sol.

• Caldeiras da Ribeira Grande, pequeno grupo de fumarolas, próximo do acesso ao Vale das Lombadas onde fica a nascente de água mineral com o mesmo nome.

• Praia dos Moinhos na freguesia de Porto Formoso com um óptimo areal.

• Praia Areal de Santa Bárbara, talvez o mais extenso areal da região, local muito procurado pelos praticantes de surf.

• Na Gorreana e Porto Formoso, pode observar a cultura do chá e fazer uma visita às respectivas fábricas.

• A Lagoa do Fogo, no interior da cratera de um vulcão extinto, inserida numa reserva natural.

• Caldeira Velha, situada na estrada e meia encosta da Lagoa do Fogo, onde se pode tomar banho num pequeno lago de água quente.

• Ilhéu de Vila Franca, reserva natural, possui no seu interior uma piscina natural. Pode visita-lo de Junho a Setembro, havendo ligaçőes de barco a partir de cais Tagarete em Vila Franca do Campo. Próximo desta vila, a Lagoa do Congro, merece uma visita.

• A reserva do Pinhal da Paz, as azáleas em flor proporcionam um espectáculo deslumbrante.

• Vale das Furnas, com as suas fumarolas (caldeiras), de água quente, lamas e águas medicinais, é atravessado por duas ribeiras, sendo uma delas de água quente. Possui mais de vinte nascentes termais o que a torna uma das maiores hidrópoles do mundo.
Junto à Lagoa das Furnas, visite a ermida de Nossa Senhora das Vitórias e a zona onde se confecciona o "cozido nas caldeiras", aproveitando o calor da terra. Entre as 12 e as 15 horas, é provável que assista ao "desterrar" do cozido.

• Parque Terra Nostra no centro da freguesia possui uma variedade de árvores e plantas exóticas, assim como uma piscina de água quente.

• Pico do Ferro, de onde se tem vista única sobre o vale das Furnas. O Salto do Cavalo, local de onde se pode admirar não só o vale das Furnas, mas também a Vila da Povoação.

• A Ribeira Quente, freguesia piscatória, com uma óptima praia, (Praia do Fogo) e uma estrada de acesso onde se pode observar a ribeira e diversas quedas de água.

• O Nordeste, em toda esta zona da ilha pode admirar uma sucessão de montanhas, desfiladeiros, ribeiras e miradouros.
Destaca-se o Pico da Vara com 1.105m (o ponto mais alto da ilha), a serra da Tronqueira, os miradouros do Salto da Farinha, do Pico Bartolomeu, da Ponta do Arnel e da Ponta da Madrugada (local ideal para observar o nascer sol), existem diversos parques florestais, um parque de campismo na foz da Ribeira do Guilherme, aconselhando-se ainda uma visita ao porto de pescas e à praia do Lombo Gordo.

• As Estufas de Ananases, na Fajã de Baixo, Lagoa e Vila Franca do Campo, onde se produzem os afamados ananases de São Miguel.

• O Jardim António Borges e o Jardim Botânico José do Canto, onde se encontram espécies vegetais raras.

• Museu Carlos Machado, colecçőes de pintura, azulejaria, porcelanas, história natural, são algumas das maravilhas ali reunidas.

• Convento da Esperança, local onde pode admirar a imagem do Sr. Santo Cristo dos Milagres.






COMO CONHECER A ILHA

Itinerário 1 Volta à ilha (1 dia)
Saindo pela zona ocidental da cidade, passando por: Relva, pare no miradouro ali existente, Feteiras, Candelária, Ginetes (desvio à Ponta da Ferraria), Várzea, Miradouro da Ponta do Escalvado (vista para a Ferraria, ilhéus e freguesia dos Mosteiros), faça um desvio até Mosteiros (Praia e Piscinas Naturais), regresse pela mesma estrada até à estrada regional, siga por Bretanha (João Bom, Pilar, Ajuda), Santa Bárbara, Santo António, (pare no miradouro), Capelas (porto de pesca), Oficina Museu (um encontro com as raízes), São Vicente, faça um desvio para a beira mar, excelente miradouro e zona balnear, junto à antiga fábrica de transformação de baleia, Fenais da Luz, Calhetas, Rabo de Peixe, Ribeira Seca, Ribeira Grande (museu, caldeiras) Ribeirinha, atravesse a freguesia e visite o farol e porto de pesca, regresse à estrada regional, vire à esquerda, siga em direcção ao Miradouro de Santa Iría, Porto Formoso (Praia dos Moinhos, fábrica de chá), Gorreana (fábrica de chá), Maia, Lomba da Maia, Fenais da Ajuda, Lomba de São Pedro, pare no Miradouro do Salto da Farinha, Salga, Achadinha, Achada, Feteira Grande, Feteira Pequena, Algarvia, Stş António Nordestinho, São Pedro, Fazenda, Nordeste aqui visite, Foz da Ribeira do Guilherme, Porto de Pesca, Farol, Pedreira, Praia do Lombo Gordo, Miradouro da Ponta do Sossego, Miradouro da Ponta da Madrugada. Retome a viagem em direcção a Povoação, passando por Água Retorta, desça ao Faial da Terra, regresso pela mesma estrada e siga para Povoação, (simpática vila), Ribeira Quente, (freguesia piscatória com excelente praia), Furnas (caldeiras, lagoa e parque Terra Nostra). Retome a viagem pela costa sul, fazendo um desvio em direcção à Praia da Amora, siga por Ponta da Garça (farol), Ribeira das Tainhas, Vila Franca do Campo (praia de vinha da Areia, ermida de Senhora da Paz, marina e ilheu), saia em direcção a Ponta Delgada, passando por Água D'Alto (praia), faça em desvio a Ribeira Chã (museu de arte sacra, casa museu de Maria dos Anjos Melo, museu agrícola e quintal etnográfico), volte pela mesma estrada, pare no miradouro sobre a Caloura, continue por Água de Pau, faça um desvio para Caloura (zona balnear), Lagoa (piscinas municipais, museu, tenda de ferreiro ferrador, fábrica de cerâmica), siga por Praias do Pópulo e das Milícias, São Roque, Ponta Delgada.
Pode optar por fazer esta volta à ilha no sentido inverso, iniciando o circuito por São Roque, Lagoa (indo pela costa sul e regressando pela costa norte).

Sete Cidades e Mosteiros
Saindo de Ponta Delgada, em direcção a: Relva, depois do miradouro vire à direita em direcção a Covoada, siga pela estrada do Pico do Carvão, pare no miradouro sobre a costa norte da ilha, visite as Lagoas do Carvão e do Canário, pare no miradouro da Vista do Rei com panorâmica para a Lagoa e freguesia das Sete Cidades. Desça à freguesia e à lagoa, parando no miradouro do Cerrado das Freiras e da lagoa de São Tiago. Saia da freguesia pela estrada da Seara, em, direcção a Várzea, pare no Miradouro do Escalvado (Vista para Ferraria, ilhéus e freguesia de Mosteiros), desça a Mosteiros (zona balnear com praia e piscinas naturais). Regresse a Ponta Delgada pela costa sul, passando por Várzea, Ginetes, Candelária, Feteiras e Relva, ou pela costa norte passando por Bretanha (João Bom, Pilar, Ajuda), Remédios, Santa Bárbara, Santo António, Capelas.

Lagoa do Fogo, Caldeiras da Ribeira Grande e Lombadas
Sair de Ponta Delgada, passando por Lagoa, subir na estrada da Lagoa do Fogo com uma panorâmica sobre a costa sul e norte da ilha até atingir o cimo do Pico do Fogo, onde pode ver a Lagoa do Fogo. Descer em direcção à Ribeira Grande, parando na Caldeira Velha (piscina natural de água quente), Ribeira Grande, Caldeiras da Ribeira Grande e Lombadas. Regressar a Ponta Delgada pela Ribeira Grande, visitando os monumentos desta cidade..

Furnas
Sair de Ponta Delgada, com passagem por Ribeira Grande, Porto Formoso, Gorreana, estrada da Achada das Furnas, subida ao miradouro do Pico do Ferro (vista para o vale das furnas), ao descer para as Furnas faça um desvio ao Miradouro do Salto do Cavalo (vista para o vale das Furnas e vila da Povoação) regresse pela mesma estrada em direcção a Furnas. Ali deve visitar as caldeiras, a lagoa, os parques Terra Nostra, a zona dos viveiros (florestais e de trutas). Pode ainda saborear em alguns restaurantes o cozido feito nas caldeiras. Regresse a Ponta Delgada pela costa sul, passando por Vila Franco do Campo e Lagoa.

Nordeste, Povoação, Furnas, Vila Franca e Lagoa
Saia de Ponta Delgada, passando por Ribeira Grande, pare no miradouro de Santa Iria, Porto Formoso (praia dos Moinhos, fábrica de chá), Gorreana (fábrica de chá), Maia, Lomba da Maia, Fenais da Ajuda, Lomba de S. Pedro, pare no miradouro do Salto da Farinha, Salga, Achadinha, Achada, Feteira Grande, Feteira Pequena, Algarvia, Stş António Nordestinho, São Pedro, Fazenda, Nordeste (Foz da Ribeira do Guilherme, farol da Ponta do Arnel, porto de pesca, parque florestal, Pedreira, Praia do Lombo Gordo, miradouro da Ponta do Sossego, miradouro da Ponta da Madrugada, Água Retorta, Faial da Terra, Povoação, Furnas (caldeiras, lagoa e parque das furnas), Ponta Garça (farol), Ribeira das Tainhas, Vila Franca do Campo (praia da vinha da Areia, ermida de Nossa Senhora da Paz, marina e ilhéu, olaria), Água D'Alto (praia), Ribeira Chã, Água de Pau, Caloura (zona balnear), Lagoa (piscinas municipais, museu e fábrica de cerâmica), praias do Pópulo e das Milicias, São Roque, e Ponta Delgada. O mesmo circuito pode ser feito no sentido inverso, com saída por São Roque, iniciando pela costa sul e regressando pela costa norte.

Transportes
Pode utilizar os serviços das empresas de rent-a-car, táxi, ou optar pelos transportes públicos nos seguintes itinerários:

• Itinerário 1 - Ponta Delgada, Fajã de Baixo, Fajã de Cima.
• Itinerário 2 - Ponta Delgada, Ramalho, Relva, Feteiras, Candelária, Ginetes, Várzea, Mosteiros.
• Itinerário 3 - Ponta Delgada, Ramalho, Relva, Feteiras, Candelária, Ginetes, Várzea, Sete Cidades.
• Itinerário 4 - Ponta Delgada, Fajã de Cima, Capelas, Stş António, SrŞ Bárbara, Remédios, Ajuda, Pilar, João Bom , Mosteiros.
• Itinerário 5 - Ponta Delgada, Fajã de Cima, São Vicente, Aflitos, Fenais da Luz.
• Itinerário 6 - Ponta Delgada, São Roque, Praia do Pópulo, Lagoa, Água de Pau, Água D'Alto, Vila Franca do Campo, Furnas, Povoação.
• Itinerário 7 - Ponta Delgada, Pico da Pedra, Calhetas, Rabo de Peixe, Ribeira Grande.
• Itinerário 8 - Ponta Delgada, Ribeira Grande, Achada das Furnas, Furnas.
• Itinerário 9 - Ponta Delgada, Ribeira Grande, Lomba de Maia, Fenais da Ajuda, Lomba de São Pedro, Salga, Achadinha, Achada, Feteira Grande, Feteira Pequena, Algarvia, Stş António, Nordestinho, São Pedro, Fazenda, Nordeste.
• Itinerário 10 - Nordeste, Pedreira, Água Retorta, Faia da Terra, Povoação.

DIVERSÃO E CULTURA
Diversas festas religiosas e profanas animam a ilha, sendo a de maior relevo a festa do Senhor Santo Cristo dos Milagres que se realiza no quinto domingo depois da Páscoa. Todos os concelhos e algumas localidades tęm as suas semanas culturais. Durante o Verão todas as freguesias fazem a sua festa em homenagem ao seu padroeiro. Animam estas festas não só as filarmónicas e agrupamentos locais mas também bandas, agrupamentos e artistas de âmbito nacional.
Para o seu lazer nocturno, pode optar pelos bares, discotecas, pubs e cinemas existentes principalmente em Ponta Delgada e arredores. Sugerimos uma visita à Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada, e aos diversos museus e casas etnográficas existentes em todos os concelhos da ilha.

FESTAS TRADICIONAIS ASPECTOS ETNOGRÁFICOS
A festa ao Senhor Santo Cristo dos Milagres, que se realiza anualmente no quinto domingo depois da Páscoa é a maior manifestação da religiosidade não só do povo micaelense mas de todo o arquipélago. A imagem do Senhor Santo Cristo que se venera no convento da Esperança, percorre em procissão, as ruas de Ponta Delgada. Esta festa, tem também uma forte componente profana, feiras de actividades econónimas, exposiçőes e os "tradicionais comes e bebes" atraem a Ponta Delgada alguns milhares de pessoas, entre emigrantes, turistas, e pessoas de todos os cantos da ilha.
De Abril a Junho as festas do Divino Espírito Santo, que se realizam em todas as localidades, são as de maior tradição nos Açores. A Procissão do Senhor dos Enfermos, que se realiza em algumas localidades, no primeiro domingo depois da Páscoa, são mais uma manifestação da fé deste povo, tendo maior realce a das Furnas pela beleza dos tapetes de flores, que ornamentam as ruas desta localidade.


Quase todas as localidades, realizam durante os meses de Verão as procissőes e festas aos seus Santos padroeiros. Os romeiros são uma manifestação religiosa única. Grupos de homens, rezando, percorrem a pé, durante uma semana, toda a ilha. Vila Franca do Campo, festeja o São João a 24 de Junho, com marchas e espectáculos. Na Ribeira Grande, a 29 de Junho realizam-se as Cavalhadas, homens montados a cavalo, com vestes coloridas, desfilam pelas ruas até à Igreja de São Pedro, onde em verso saúdam o referido santo. Em seguida, vai aos Paços do Município, ali mesmo ao lado da igreja do Espírito Santo (também conhecida como do Senhor dos Passos ou da Misericórdia) e do Jardim Municipal, onde procede a uma embaixada de cortesia junto das autoridades municipais e dá três voltas em redor do mesmo Jardim (suposto ser em redor daquela igreja) num apelo, dizem, para a necessidade de Deus, em Santíssima Trindade, e presença viva através da Fé, Esperança e Caridade, percorrendo de imediato a igreja Matriz (uma volta) e a ermida de Santo André, porque irmão de Pedro (três voltas, freguesia da Matriz), e ruas de todas as freguesias citadinas. As Cavalhadas terminam no pequeno palácio da Mafoma.
Aproveitando matéria prima que a natureza oferece, o artesanato é rico e variado. Bonecos com trajes típicos dos Açores, feitos de folha de milho, espadana, serapilheira ou pano, flores em escamas de peixe, peças feitas em osso e dente de baleia, trabalhos em vime, mantas, colchas e tapetes tecidos em teares manuais, a cerâmica de Vila Franca, muito rústica, a da Lagoa, pintada à mão com diversos tons, destacando-se o azul, os painéis da Ribeira Grande, pintados à mão sobre vidrado cru.
Um folclore rico, quer nos trajes, colorido nas mulheres e sóbrio nos homens, quer na dança e nos cantares típicos. Existem bons grupos folclóricos que tęm efecuado trabalho de pesquisa, conseguido reproduzir com rigor os trajes as músicas e danças de antigamente. Nas festas do Espírito Santo de alguns locais, destacam-se os foliőes, homens trajando capas vermelhas (opas), que animam os cortejos com a sua música e cantares.

MONUMENTOS

Ponta Delgada
• Igreja Matriz (igreja de São Sebastião) - construída no século XVI, com elementos dos estilos Gótico e Manuelino. No séc. XVIII, foram efectuadas alteraçőes na fachada de acordo com o estilo da época, o Barroco.

• Igreja de São José - construída no início do século XVIII, com a capela-mor revestida de azulejos do século XVIII. Possui imagens dos séculos XVII e XVIII.

• Igreja de São Pedro - construída nos séculos XVII e XVIII, possui imagens dos séculos XVII e XVIII.

• Convento e Capela de Nossa Senhora da Esperança (Santuário da Esperança) - Construído no século XVI, é aqui que se venera a imagem do Senhor Santo Cristo dos Milagres- No Caro baixo possui azulejos de grande valor.

• Igreja de Todos-os-Santos (do Colégio) - a sua construção teve início no século XVIII. O seu frontispício, iniciado entre 1738 e 1740 nunca foi concluído devido à expulsão dos Jesuítas.

•Igreja de Santa Bárbara - Imagem do século XVII e altares m talha.

• Igreja de Nossa Senhora da Conceição - Barroco do Século XVII.

• Ermida de Sant'Ana - Estilo barroco séculos XVII-XVIII.

•Ermida da Mãe de Deus - Construção do século XIX, com uma boa panorâmica sobre a cidade de Ponta Delgada.

• Forte de São Brás - Construção do século XVI, que foi alterada e aumentada no século XIX.

• Portas da Cidade - Construídas no século XVIII.

• Palácio de Sant'Ana - Edificío do século XIX, onde está istalada a Presidęncia do Governo Regional.

• Museu Carlos Machado - Instalado convento de Santo André, com um espólio variado (pintura, escultura, etnografia, zoologia, botânica e mineralogia).

•Paços do Concelho - Edifício barroco dos séculos XVII-XVIII, ocupado actualmente pela presidęncia da Câmara Municipal de Ponta Delgada.

Vila Franca do Campo
• Igreja de São Miguel (igreja matriz) - Construída no século XV.

• Igreja de São Pedro - edificada no Século XVIII, com fachada em Barroco.

• Igreja de Santo André - Faz parte do antigo convento com o mesmo nome, fundado em 1567.

• Convento de São Francisco - Fundado no século XV, foi reconstruído a seguir à crise sísmica de 1522 e ampliado no século XVII, tendo sido recentemente adaptado a turismo de habitação, com mobiliário da época e obras de arte moderna de grande qualidade.

• Ermida da Senhora da Paz - Miradouro com vista panorâmica sobre Vila Franca do Campo.

•Museu - Variado espólio etnográfico.

Lagoa
• Igreja de Santa Cruz - Edifício do século XVI, que foi remodelado no século XVIII, com elementos interiores em estilo Manuelino.

• Igreja de Nossa Senhora do Rosário - Edifício do século XVI que sofreu alteraçőes no século XVIII.

• Ermida de Nossa Senhora dos Remédios - Edificada no Século XV.

• Convento dos Frades - Edificado no século XVII, com a fachada em Barroco.

• Igreja de Nossa Senhora dos Anjos (Em Água de Pau) - Edificada no sécuo XVI, sendo o seu frontispício do século XVIII em estilo barroco.

•Forte de Nossa Senhora da Conceição (Em Água de Pau) - Construção do século XVII).

• Convento da Caloura - Construído no século XVI, obtém o seu actual aspecto com estilo Barroco no século XVII. Sendo propriedade privada, as visitas estão limitadas à disponibilidade dos proprietários.

Ribeira Grande

• Igreja de Nossa Senhora da Estrela - (Igreja Matriz) - No seu coro alto, um arcano do século XIX, representando através de pequenas figuras feitas de miolo de pão, alúmen e goma arábica, cenas do Antigo e Novo Testamento.

• Igreja de Nossa Senhora da Conceição - Construída no século XVIII.

• Igreja de São Pedro - Construída no século XVI e reconstruída no século XVIII.

• Igreja de São Francisco - Estilo barroco século XVII.

• Igreja do Espírito Santo - Estilo barroco século XVII.

• Museu - Vasto espólio de etnografia local.

• Fontanário da Ribeira Seca - Construção do século XVI.

Povoação
• Ermida de Nossa Senhora das Vitórias - Em estilo Gótico Nórdico foi construída em 1884.

• Matriz Velha - Junto ao local onde desembarcaram os primeiros povoadores.

• Ermida de Santa Bárbara - Embora já não possua qualquer característica do templo aí existente no século XV é considerado o mais antigo templo de São Miguel.

Nordeste
• Igreja de São Jorge (Igreja Matriz) - Edificio do século XV.
• Museu - Variado espólio etnográfico.

Para além dos monumentos mencionados , existem por toda a ilha um grande número de igrejas, capelas e ermidas que são dignas de visita não só pela sua arquitectura mas também património artístico e cultural. Existem também, diversos edifícios particulares ou ao serviço de organismos oficiais, de grande valor arquitectónico.

PRATOS TÍPICOS / DOÇARIA / VINHOS
Os fervedouros, o caldo azedo, os torresmos de molho de fígado, a linguiça com inhames, o assado misto, o polvo guisado ou assado, o arroz de lapas, as lapas de molho Afonso, as caldeiradas de peixe, os chicharros com molho vilão, a morcela com ananás, e o cozido na caldeira, (confeccionado com o calor das caldeiras), são algumas das especialidades que pode apreciar. Nos mariscos, as lapas, as cracas, lagostas, cavacos, e caranguejos, são iguarias a não perder.
Na doçaria, a massa sovada, os bolos, lęvedos, as malassadas, as queijadas de Vila Franca, as fofas da Povoação e as barrigas de freira são alguns dos doces que deve experimentar.
Nos diversos queijos existentes, dos amanteigados aos mais secos (queijo da ilha), ou no queijo fresco produzido de leite de vaca ou de cabra, decerto encontrará um, agradável ao seu paladar.
O ananás de São Miguel não pode deixar de ser saboreado por quem nos visita. Produz-se nesta ilha o vinho de cheiro, (tipo morangueiro), sendo o mais conhecido, aquele que se produz na região da Caloura. Nos licores uma referęncia especial para os de maracujá e ananás. O chá. produzido na Gorreana e Porto Formoso é uma bebida a apreciar.


ZONAS BALNEARES
Piscinas do Pesqueiro e de São Pedro em Ponta Delgada, praias do Pópulo e das Milícias em São Roque , piscinas da Lagoa, praia da Baixa da Areia na Caloura, praia de Água D'Alto, praia da Vinha da Areia em Vila Franca do Campo, praia da Ribeira Quente, praia do Lombo Gordo e zona balnear da foz da Ribeira do Guilherme no Nordeste, praia dos Moinhos no Porto Formoso, praia e piscinas da Ribeira Grande, piscinas natural dos Poços em São Vicente, areal e piscinas naturais dos Mosteiros e piscina das Feteiras.

MARINAS
Ponta Delgada e Vila Franca do Campo, tęm modernas marinas com os necessários serviços de apoio.

PESCA E BIG GAME FISHING
São Miguel é o paraíso para os amantes da pesca. Dependendo da altura do ano pode-se pescar na Costa bem como nas Ribeiras e Lagoas. Para pescar nas Ribeiras ou nas lagoas, precisa de uma licença de pesca emitida pelos Serviços Florestais. Aí fornecem-lhe toda a informação sobre as espécies que poderá pescar. Na maioria parte das ribeiras e lagoas, poderá capturar, trutas arco-irís e enguias. Na Lagoa das Furnas e das Sete Cidades encontra lúcios, carpas e percas. Na Lagoa do Fogo, poderá capturar excelentes exemplares de trutas e por vezes também carpas. Na Lagoa de São Brás e Lagoa Rasa pode tentar o achigã. Só poderá pescar às trutas com amostras artificiais.
Existe um leque alargado de operadores de Big Game Fishing. A época do Atum vai de Abril a Junho, a do Espadim Azul e da Cavala da India, de Julho a Outubro. Pratica-se durante todo o ano pesca de fundo, pode capturar chernes, peixes vermelhos, peixão, pargo, garoupa também pode experimentar o prazer de fazer pesca de Corrico, onde poderá capturar, dependendo do tipo de amostra que utilizar exemplares de barracudas, bicudas, tubarőes, etc.

MERGULHO
Os locais de mergulho em São Miguel são um paraíso natural. Um mundo sub-aquático inacreditável, com grandes peixes de cardume e não só. São mergulhos que lhe ficarão para sempre na memória. Empresas da especialidade tem para lhe oferecer um variado leque de opçőes desde, cursos, baptismo de mergulho, mergulhos em grutas, em naufrágisos, ao longo da ilha etc. Para os mergulhadores mais experientes há excursőes para Dolla Balá, Banco D. João de Castros e Ilhéu das Formigas que se situam aproximadamente a 55 milhas de São Miguel. Mergulhos únicos no mundo, que jamais irá esquecer...

GOLFE / TÉNIS
Existem em São Miguel dois campos de golfe. O Campo de Golfe da Batalha, com 27 buracos, situa-se a cerca de 10Km de Ponta Delgada, o outro campo, situa-se na Achada das Furnas, com 18 buracos, ambos constituem excelentes opçőes para quem pratica a modalidade. Os admiradores do ténis tem um complexo desportivo ao seu dispor na Fajã de Cima, a cerca de 3 Kms de Ponta Delgada.

PASSEIOS PEDESTRES
A própria beleza natural da Ilha convida a passeios pedestres. Se desejar encontrar mapas de trilhos pedestres, informe-se junto dos operadores locais, que lhe prestarão todas as informaçőes necessárias. Pode recorrer aos serviços de guias credenciados. Não existem animais selvagens perigosos nem cobras.

PASSEIOS A CAVALO
Poderá andar a cavalo desfrutando dos nossos trilhos devidamente acompanhado por um guia nas Furnas, nos Aflitos, Ginetes, Mosteiros, Pico da Pedra e em Ponta Delgada. Existe a possibilidade de ter aulas de equitação ou então, passear de charret no centro histórico de Ponta Delgada, assim como, um Passeio Rural revivendo a cultura na freguesia de Ginetes.

PASSEIOS TURÍSTICOS
De charrete ou de "largarta" (comboio turístico), pode efectuar tranquilos circuitos pela cidade de Ponta Delgada.


VELA
Passe um dia magnifico em contacto com o mar e a natureza pura. Durante a viagem tem a possibilidade de pescar, nadar e ver golfinho e baleias.

OUTROS DESPORTOS
Desportos Aquáticos como: Surf, body board, jetski, canoagem, windsurf, e muitos mais... Para os fãns dos desportos radicais temos; parapente, down hill, escalada, rapell, paint ball, etc... Encontrará a oportunidade de praticar estes e muitos outros desportos, para tal procure mais informaçőes nos operadores locais.

 

 

 

Webdevelopment Via Oceânica, Lda.